ALUNOS E PESQUISADORES DO NUPEM VIAJAM À NORUEGA PARA CURSO INTERNACIONAL

  • Autor do post:
Você está visualizando atualmente ALUNOS E PESQUISADORES DO NUPEM VIAJAM À NORUEGA PARA CURSO INTERNACIONAL
Professores e alunos participantes do curso na Noruega

Entre os dias 05 e 10 de dezembro, 14 pesquisadores do Nupem – docentes e alunos de pós-graduação – participaram do curso One Health:a key for a sustainable future– Saúde única: chave para um futuro sustentável – na Universidade de Stavanger (Uis), na cidade de mesmo nome localizada no sudoeste da Noruega. Enfrentando temperaturas abaixo de zero, todos tiveram suas despesas pagas e se hospedaram no campus universitário, graças ao projeto em convênio financiado pelo Fundo Norueguês para a Educação até 2025, que envolve a Universidade de Stavanger, o Nupem e a FioCruz. Esta é a terceira edição do curso no âmbito desta parceria, mas é a primeira realizada em solo norueguês, já que em 2018 e 2019 pesquisadores e alunos noruegueses foram recebidos no Nupem. O projeto é coordenado pela professora Daniela Pampanin, da Universidade de Stavanger,e por Rodrigo Nunes,Diretor do Nupem na gestão 2018-2022, que no momento se encontra em estágio sabático na França.

A edição 2022 do Norbra, definido pelas palavras-chave Ambiente, Animaise Seres Humanos, teve por objetivo geral a descoberta e promulgação de novos aspectos e perspectivas que irão aumentar a consciência e a vontade de contribuir para que o mundo tenha um futuro mais sustentável.As alunas e alunos que participaram do curso, selecionados entre mais de 70 inscritos de todo o Brasil, representam todas as pós-graduações sediadas no Nupem, além da FioCruz e de outras unidades da UFRJ.

Participantes visitam parque eólico

Segundo a Diretora do Nupem e participante do curso, profª Cíntia Monteiro de Barros, “o conceito One Health – Saúde Única -existe desde 1984 e envolve a indissociabilidade entre a saúde animal, a saúde humana, no meio ambiente também saudável. Este conceito se valorizou durante a pandemia, quando vimos que as zoonoses – doenças de animais, cujos vírus e bactérias se adaptam ao ser humano – impactam seriamente a saúde humana. A experiência foi única e tivemos a oportunidade de conhecer novos laboratórios e professores que são editores de revistas científicas internacionais, pois a ciência é muito internacional e colaborativa”.

A Diretora Adjunta de Pesquisa do Nupem, profª Lísia Gestinari,também presente no curso, afirmou que “foi de extrema importância despertar em todos a abordagem do tema Saúde Única e, ao mesmo tempo, mostrar que tudo o que fazemos em termos de pesquisa em nosso Instituto, de certa forma, já se encontra dentro desta temática. Além disso, foi uma excelente oportunidade para todos os participantes firmarem novas colaborações para o desenvolvimento de pesquisas entre as duas Instituições num futuro próximo.”

Participantes reunidos na Universidade de Stavanger

Já o doutorando do PPG-CiAC, Gabriel Soares de Araújo, avalia que “tivemos palestras de altíssimo nível de pesquisadores da UFRJ, Fiocruz, Universidade de Stavanger e Universidade da Califórnia. Foi uma excelente oportunidade de vivenciar um ambiente internacional e interdisciplinar, que propiciou a criação e ampliação de networking que se reverterá em oportunidades futuras de expansão de nossas atividades de pesquisa.”.

Caio Cheohen, doutorando do PPG MCF, considerou que “o projeto NorBra me proporcionou uma semana incrível. Com a transdisciplinaridade, pude aprender com profissionais de diversas áreas e desenvolver minha percepção sobre o quanto o conceito One Health é importante na saúde humana, animal e ambiental. Definitivamente uma experiência única na vida!”.

Para Gabriela de Carvalho Silva, mestranda no PPG-ProASD, “ter a oportunidade de compartilhar saberes, reflexões e percepções a respeito de um tema tão importante como “saúde única”, em uma das universidades mais bem conceituadas do mundo, trouxe, não apenas a mim, uma visão de mundo amplificada, na qual foi possível perceber através dos trabalhos dos colegas como tudo está intrinsecamente relacionado. Além disso, também vivenciamos momentos inesquecíveis junto aos novos colegas de trabalho, de pesquisa, e agora, de vida.”